Catrian

"Ser ao mesmo tempo o veneno e o antídoto."

9 de jul de 2011

Katy Perry - Firework

Fogos de artifício
Katy Perry Revisar tradução
Você já se sentiu
Como um saco de plástico
Voando com o vento
Querendo começar de novo

Você alguma vez já se sentiu
Se sentiu tão frágil
Como um castelo de cartas
A um simples sopro de desmoronar

Você alguma vez já se sentiu
Como se estivesse enterrado
A sete palmos
Você grita, mas parece que ninguém ouve nada

Você sabe que há
Uma chance para você
Pois você tem um brilho
Você só tem que...

Acender a luz
E deixá-la brilhar
Seja o dono da noite
Como o dia da independência
Pois, baby, você é como fogos de artifício
Venha e mostre do que você é capaz
Deixe todos boquiabertos falando "oh, oh, ooooh"
Enquanto você cruza o céu
Baby, você é como fogos de artifício
Venha e deixe as suas cores explodirem
Deixe todos boquiabertos falando "oh, oh, ooooh"
Você vai deixá-los todos supresos, surpresos, surpresos

Você não precisa se sentir
Como um desperdício de espaço
Você é original
Não pode ser substituído

Se você ao menos soubesse
O que o futuro lhe aguarda
Depois do furacão
Vem o arco-íris

Talvez a razão, por quê
Todas as portas se fecharam
Seja pra você poder abrir uma
Que te leverá ao rumo perfeito

Como um relâmpago
O seu coração reluz
E você saberá quando chegar a hora
Você só tem que

Acender a luz
E deixá-la brilhar
Seja o dono da noite
Como o dia da independência
Pois, baby, você é como fogos de artifício
Venha e mostre do que você é capaz
Deixe todos boquiabertos falando "oh, oh, ooooh"
Enquanto você cruza o céu
Baby, você é como fogos de artifício
Venha e deixe as suas cores explodirem
Deixe todos boquiabertos falando "oh, oh, ooooh"
Você vai deixá-los todos supresos, surpresos, surpresos

Bum, bum, bum
Mais brilhante até que a lua, lua, lua
Esse sempre foi você, você, você por dentro
E agora é hora de deixar isso aparecer
Pois, baby, você é como fogos de artifício
Venha e mostre do que você é capaz
Deixe todos boquiabertos falando "oh, oh, ooooh"
Enquanto você cruza o céu
Baby, você é como fogos de artifício
Venha e deixe as suas cores explodirem
Deixe todos boquiabertos falando "oh, oh, ooooh"
Você vai deixá-los todos surpresos, surpresos, surpresos

Bum, bum, bum
Mais brilhante até que a lua, lua, lua
Bum, bum, bum
Mais brilhante até que a lua, lua, lua

4 de mar de 2011

Paramore: Decode [OFFICIAL VIDEO]



How can I decide what's right?
When you're clouding up my mind
Can't win your losing fight all the time
Not gonna ever own what's mine
When you're always taking sides
You wont take away my pride
No not this time
Not this time

How did we get here?
I used to know you so well
How did we get here?
Well, I think I know

The truth is hiding in your eyes
And its hanging on your tongue
Just boiling in my blood,
But you think that I can't see
What kind of man that you are
If you're a man at all
Well, I will figure this one out on my own

(I'm screaming "I love you so"
But my thoughts you can't decode)

How did we get here?
I used to know you so well
How did we get here?
Well, I think I know

Do you see what we've done?
We're gonna make such fools of ourselves
Do you see what we've done?
We're gonna make such fools of ourselves

How did we get here?
I used to know you so well
How did we get here?
Well, I used to know you so well
I think I know
I think I know
There is something that I see in you
It might kill me
I want it to be true

25 de fev de 2011

Una palabra

Una palabra no dice nada

Y al mismo tiempo lo esconde todo
Igual que el viento que esconde el agua
Como las flores que esconde el lodo.

Una mirada no dice nada
Y al mismo tiempo lo dice todo
Como la lluvia sobre tu cara
O el viejo mapa de algún tesoro.

Una verdad no dice nada
Y al mismo tiempo lo esconde todo
Como una hoguera que no se apaga
Como una piedra que nace polvo.

Si un día me faltas no seré nada
Y al mismo tiempo lo seré todo
Porque en tus ojos están mis alas
Y está la orilla donde me ahogo,
Porque en tus ojos están mis alas
Y está la orilla donde me ahogo.

29 de jan de 2011

Ana Carolina e Maria Gadu - Mais que a mim (N9ve+1 )


Ouvi dizer que você tá bem
Que já tem um outro alguém
Encontrei moedas pelo chão
Mas não vi ninguém pra me abraçar, me dar a mão

Eu chorei sem disfarçar
Quando vi seu carro passar
Vi todo amor que em mim ainda não passou
Eu já não sei bem aonde vou, mas agora eu vou

Tentei falar mas você não soube ouvir tente admitir
Tentei voltar e pude ver o quanto errei
Te amei mais que a mim
Ah, bem mais que a mim, mais que a mim

Ouvi dizer que você tá bem
Que já tem um outro alguém
Encontrei moedas pelo chão
Mas não vi ninguém pra me abraçar, me dar a mão

Eu chorei sem disfarçar
Quando vi seu carro passar
Vi todo amor que em mim ainda não passou
Eu já não sei bem aonde vou, mas agora eu vou

Tentei falar mas você não soube ouvir tente admitir
Tentei voltar e pude ver o quanto errei
Te amei mais que a mim
Ah, bem mais que a mim, mais que a mim

http://www.vagalume.com.br/ana-carolina/mais-que-a-mim.html#ixzz1CRlp3LCA

Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre

Clarice Lispector

21 de jan de 2011

Tesão, palavra simples!

Que palavra simples!
Será porque serve para exprimir o mais primitivo e simples dos
sentimentos? Tesão não precisa de racionalidade, de explicações,
nem de porquês. Essa é a hora da linguagem do corpo, da pele,
da química, da loucura que habita em nós...
E que linguagem perfeita!
Corpos que pedem...
Me abrace!
Bocas ávidas que dizem... Vem! misture-se a mim, sinta meu gosto!
Mãos que tateiam, exploram e perguntam... onde encontro o seu prazer?
Línguas que percorrem e chamam... Me dê o seu melhor sabor!
Esse é o momento que palavras são somente complemento
Momento em que a pele arrepia e sussurra...
Me toque, me acaricie...
Seios que dizem...
Me beije, me rodeie com sua língua, me morda leve...
Fendas umedecem e pedem... Entre, me explore, me conheça...
Membros que enrijecem e falam... Me incendeie com sua boca, me banhe com sua
língua! Nesse instante perdemos o domínio da razão e somos corpos
bailando. Pernas se abrem trêmulas, convidando as outras para dançarem
juntas.
As outras se encaixam, aceitando o convite,
E começam uma dança lenta, de ritmo perfeito, que não precisa ser
aprendida É puro instinto.
O ritmo da música aumenta, pois os corpos precisam desesperadamente
saciar-se a dança se torna frenética, a respiração entrecortada.
Das entranhas dos corpos, saem gemidos, gritos, sons próprios de cada
um e, enfim, a explosão, os espasmos, os corpos latejando, arfando
E depois a súplica... continuem unidos! Permaneçam abraçados
E nos deixam saborear ainda mais o prazer
Esperem para relaxarmos juntos
E, quem sabe, começamos tudo novamente.

18 de jan de 2011

Clipe Maria Gadú - Dona Cila

De todo o amor que eu tenho
Metade foi tu que me deu
Salvando minh`alma da vida
Sorrindo e fazendo o meu eu

Se queres partir ir embora
Me olha da onde estiver
Que eu vou te mostrar que eu to pronta
Me colha madura do pé

Salve, salve essa nega
Que axé ela tem
Te carrego no colo e te dou minha mão
Minha vida depende só do teu encanto
Cila pode ir tranquila
Teu rebanho tá pronto


Teu olho que brilha e não para
Tuas mãos de fazer tudo e até
A vida que chamo de minha
Neguinha, te encontro na fé

Me mostre um caminho agora
Um jeito de estar sem você
O apego não quer ir embora
Diaxo, ele tem que querer

Ó meu pai do céu, limpe tudo aí
Vai chegar a rainha
Precisando dormir
Quando ela chegar
Tu me faça um favor
Dê um banto a ela, que ela me benze aonde eu for

O fardo pesado que levas
Desagua na força que tens
Teu lar é no reino divino
Limpinho cheirando alecrim

http://www.vagalume.com.br/maria-gadu/dona-cila.html#ixzz1BOBv2Us0

13 de jan de 2011

Meu Valor


Eu,não vou me incomodar
Eu deixo que eles falem pois eu sei o meu lugar

Não,não vou me distrair
Tenho as minhas vontades e por isso vou seguir
Vou seguir o meu valor,vou seguir o meu calor
O que eu falo,o que penso não peço por favor
Vou seguir o meu pensar,vou seguir quem eu quiser amar
Não tenho como fugir
Não tenho como fingir

Não,não vem me pertubar
Eu falo cara a cara custe o que me custar
Sim,eu vou me permitir
A vida corre tanto e por isso vou seguir

Vou seguir o meu valor,vou seguir o meu calor
O que eu falo,o que penso não peço por favor
Vou seguir o meu pensar,vou seguir quem eu quiser
amar
Não tenho como fugir
Não tenho como fingir

Mas também sei ser fácil quando eu quero
se tenho um porque
Mas também sei tirar você do sério
Sou Preta!

http://www.vagalume.com.br/preta-gil/meu-valor.html#ixzz1AvIDnW5Q